Azevedo, M.A.; Guerra, V.N.A.; (2010). Infância e violência fatal em família: primeiras aproximações ao nível de Brasil. São Paulo: Iglu. 2ª reimpressão.
2
Detalhes do Projeto

Uma obra que convida os leitores a:

  1. realizar uma incursão inédita pela Arqueologia dos Saberes – Mitológicos, Históricos, Científicos, Técnicos, Populares… – acerca de uma das mais desconhecidas e negadas modalidades de Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes: a Violência Fatal;
  2. descobrir – através de cuidadosa Pesquisa Histórico-Crítica acerca de crianças e adolescentes mortos em família, no Município de São Paulo, 1992 – o que há de pornográfico nessas mortes a ponto de continuarem sendo camufladas, por autoridades, profissionais e familiares, sob as belas mentiras de “acidentes/fatalidades imprevisíveis”…;
  3. compreender porque só a introdução da categoria Infância e Violência Fatal em Família possibilitaria evitar esses óbitos, cujos relatos se constituem em verdadeiras Crônicas de Morte Anunciada, mas infelizmente não lidas;
  4. resgatar – numa perspectiva Educativo-Emancipatória – a figura enigmática dos pais envolvidos, de alguma forma, em episódios de morte dos próprios filhos;
  5. refletir se – ao contrário do mitológico Minotauro – as crianças tivessem tido vez e voz em famílias realmente protetivas, seriam hoje o que o filho monstruoso de Pasifae e Poseidon foi um dia: pequenas Vítimas Pequenas à espera de Requiens?

Uma obra de interesse para todos aqueles – pesquisadores, profissionais, pais – comprometidos no combate à Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes.